sexta-feira, 9 de setembro de 2011

Calmaria

Resta pouco para se alegrar
das vestes que recobrem a falta
pouco a que se esperar
pelo que parece ser o bastante
basta ser o que posso
para ser a calmaria de outro dia
Aquela que trouxe o alento
que um dia o seu dia acalmou
mas, que nos dias atuais sua voz gritou
que nada mais lhe trazia
além de tormenta e ventania.