quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

...

... A nudez da minha alma, que é mais profunda que das vestes superficiais que demonstro ao mundo, é a que me traz a verdade sobre você e o que sinto...
é o silêncio que me traz a grandeza, escondida pelos sons que me cercam, e mascaram tudo...
Sinto sua falta, sempre!
 Por isso viver anestesiada sob a "presença" dos outros não é viver, mas aceito morrer sutilmente.
"..."