quarta-feira, 29 de junho de 2011

Flutua, flut...

Agora estou confusa com as palavras e com o tudo que me destes. O tudo é um eterno flutuante...
No mais, já foi, sem antes ter sido...